top of page

A igreja essencial

Sem o conhecimento devido muitas pessoas atacam a igreja cristã no cerne de sua existência e fundamentos. Com isso acabam prendendo a si mesmas dentro de um preconceito pífio que pode afastá-las de uma rica verdade pelo resto de suas vidas. Contudo, basta compreender a sua essência para se notar que, apesar de muitos exemplos ruins, ela é algo fundamental. Como está escrito em Mateus 16;18:


“Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.”


Com isso já validamos os fundamentos para a existência de igrejas. Contudo, as escrituras não se limitam a tão simples validação, pelo que o apóstolo Paulo a complementa em 1 Coríntios 12;12:


“O nosso corpo tem muitas partes, mas o conjunto constitui um só corpo. Assim é também o corpo de Cristo: cada um de nós é uma parte do corpo.”


E o mesmo apóstolo complementa a questão em outra de suas cartas, Efésios 4;11-13:


“E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo.”


Logo, analisamos que a igreja essencial é um sistema complexo que envolve diversas funções e também “hierarquia”. Sendo assim, para algo como isso coexistir é fundamental existir nela uma sistematização, controle, fundamentos e núcleos; do contrário, uma igreja não se sustentaria por mais de 4 ou 5 reuniões.


Os galpões e salões que comportam as igrejas evangélicas não são “templos”, pois o templo somos nós que aceitamos Cristo em nossa vida, recebendo assim o direito de sermos chamados Filhos de Deus; tampouco estes galpões são a “igreja”, pois ela é a união de pessoas a fim de prestar culto ao Senhor. Esses imóveis são apenas um local propício com espaço, cadeiras, teto, paredes, água e energia para conforto e proteção contra fatores naturais e sociais. Além de ser um ponto de referência com horários estabelecidos onde todos podem ir buscar ajuda e orientação.


Se não fosse essa tão grande “organização” e estabelecimento em locais devidos, a igreja jamais estaria viva até os dias de hoje; afinal, se até grandes empresas que contam com um sistema ainda mais elaborado não sobrevivem por apenas algumas décadas, como explicar a igreja que com menos complexidade já existe a dois milênios?

Verificamos, portanto, que a igreja em si e seu estabelecimento fazem parte de um princípio valioso iniciado em Jesus Cristo, o Filho de Deus! Logo, quem disso discorda está automaticamente discordando Dele; como está escrito em Mateus 12;30:


“Quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha."


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page